O Keynote da Apple foi decepcionante, e isso é uma coisa boa

No dia 14, como bem sabe porque com certeza o acompanhou ao vivo, aconteceu o novo Apple Keynote no qual foram lançados vários produtos como um novo. alcance do iPad, um pouco renovado apple Watch e, claro, toda a gama de iPhone 13, no entanto, por muitas razões, esta palestra foi uma verdadeira decepção.

O descontentamento gerado pelo Keynote em 14 de setembro é popular, mas podemos fazer uma leitura positiva do que aconteceu. O evento de apresentação do iPhone 13 foi uma verdadeira decepção para muitos usuários, então ... Por que isso pode ser bom?

O rio nem sempre carrega água

Desta vez, ele não estava vestindo praticamente nada. Passamos o verão acreditando fielmente nas ilusões de Jon Prosser e Mark Gurman, como se eles fossem pregadores da Apple. Embora seja verdade que devamos dar-lhes o benefício da dúvida porque muitas vezes foram bem-sucedidos, se tivéssemos uma planilha Excel (Números para os fiéis da Apple) com os cálculos estatísticos de suas previsões, teríamos nos entregamos de cara a realidade muito antes.

Seus egos os fizeram se jogar na piscina mais do que nunca este ano e a Apple conseguiu participar para ridicularizá-los com um Keynote que pouco ou nada tem a ver com o que era esperado.

Que tal revisarmos todos os rumores de que analistas de papel machê nos pegaram furtivamente neste verão?

  • O iPhone 13 Pro teria um sistema Sempre On Display semelhante ao Apple Watch: Esse boato quase não levava a lugar nenhum, basicamente porque teríamos visto pedaços de funcionalidade durante os vários betas do iOS 15, algo que nunca aconteceu.
  • O Apple Watch apresentará um redesenho brutal nunca antes visto: Pense nisso, não existe um único smartwatch completamente plano e angular no mercado, está longe de ser lógico porque sua resistência e ergonomia estariam significativamente comprometidas.
  • Os AirPods de terceira geração, a meio caminho entre o AirPods Pro e os AirPods: Talvez um dos produtos mais lógicos na apresentação, no entanto, a realidade é que tanto o AirPods Pro quanto os AirPods originais foram apresentados em uma Keynote diferente da do iPhone, também com reincidência, já temos pelo menos duas Keynotes esperando por eles.

Tim Cook teve que conter a risada no Keynote

19:00, hora da Espanha, chegou (10:00 em Cupertino) e Tim Cook começou a apresentação como se estivesse com pressa, quase sem dizer olá enquanto tomávamos um gole da água que umedecia a garganta por quase duas horas de direto no YouTube, encontramos um iPad. Sim, exatamente o iPad que tantos analistas prometeram que não veríamos durante esta palestra. E se fosse o iPad Pro você fala: "bom, vamos lá", mas nada mais longe da verdade, a Apple apostava no iPad de 10.2 polegadas, seu produto mais básico na faixa do iPadOS que recebe novos 122º e 12MP Câmera FaceTime junto com aprimoramentos de software.

Ato seguido, quase não digerido que "fomos enganados", A Apple coloca um iPad Mini no esquadrão, que é, em suma, um iPad Air em miniatura de 8,5 polegadas, com conectividade 5G completa e Touch ID diretamente no botão liga / desliga. Sim, estamos falando justamente daquele iPad Mini que na véspera esses analistas garantiram que não sairia antes do final do ano e que estava sendo estudado pela empresa de Cupertino. Tínhamos apenas quinze minutos de Keynote e nossas cabeças já estavam explodindo, temíamos o pior, e foi.

Em seguida, vinha um Apple Watch e, muitas vezes, um Apple Watch. Era apenas o Apple Watch que vendehumos Eles vinham nos garantindo há meses que ele não iria embora. Nenhum sensor de temperatura, nenhum novo design radical que o equipara à gama de produtos do iPhone, muito menos tecnologias de medição avançadas. O novo Apple Watch Series 7 é, em essência, uma ligeira evolução do Apple Watch Series 6 em termos de painel frontal, reduzindo as bordas e dobrando a tela, algo que a Apple já praticou em outros aparelhos e sabe fazer bem.

Continuamos a bingo com o iPhone 13 e seu alcance, aqui pelo menos acertaram, mas ei, considerando que as ligeiras melhorias só se refletiram em um entalhe 20% mais fino, o módulo da câmera com melhor captura de luz e uma tela com maior atualização de 120 Hz para o painel de os modelos «Pro», não é que lhes vamos colocar uma medalha. Claro, eles ficaram fora de controle com o Sempre On Display, outra promessa que caiu na água da borragem durante o Keynote. Sério, Tim Cook provavelmente teve que fazer centenas de tomadas porque estava rindo.

Não perca a fé, agora vem o Só mais uma coisa, que Steve Jobs me disse. Os créditos circularam na tela como se fosse a cortina de Star Wars enquanto éramos ojiplomatic esperando por aquele anúncio fantástico, os AirPods de terceira geração.

É nossa culpa, mas isso é bom

Sim e eu não uso coloração dizer. A culpa é minha, pois também dei um voto de confiança a esses analistas norte-americanos que nos fazem tantas visitas, que me emocionam como cada um de vocês, pois quem assina essas linhas nada mais é do que um seguidor da Apple, em maior ou menor medida, mas quem come na mesma mesa que você. Eles também me enganaram, com a agravante de que eu fazia parte dos negócios deles, involuntariamente, mas consensualmente, sem intenção, mas com culpa.

E então veio o 15 de setembro, ressaca da palestra e os comentários do nosso grupo Telegram (junte-se a nós, já somos mais de 1.100 usuários) apontaram o Keynote como um dos mais decepcionantes.

E agora vou convencê-lo de que tudo isso é bom. É uma ótima notícia que a Apple se opõe a analistas que gostem ou não, isso significa que a Apple finalmente voltou ao caminho do sigilo e de um trabalho bem feito, não importa o que as pessoas digam. vendehumos e marcando seu próprio caminho. Este é, sempre foi e sempre será o ensino da Apple, e Graças ao Keynote deste ano, o próximo Keynote será mais especial, será como os anteriores, porque não sabemos o que pode acontecer.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

2 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: AB Internet Networks 2008 SL
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   xavi dito

    O artigo é fantástico.
    Devo acrescentar que não é culpa de quem o diz. Se não todas as páginas da web que coletaram tais boatos, NÃO são notícias.
    A culpa é de espalhar isso.
    Também devo dizer que esta palestra foi, creio, uma das maiores decepções em anos, senão a pior de todas.
    Acho que foi o único Apple Keynote no qual NENHUM dispositivo teve nada de novo adicionado.
    Foi uma nota chave em que em todos os dispositivos a única coisa que eles fizeram foram melhorias já vistas. NADA NOVO.
    Não acho que tenha sido uma coincidência. Sinceramente, acredito que este Keynote foi o resultado, nem mais nem menos, de uma pandemia que afetou o fluxo de trabalho da Apple. O normal.
    Tudo tem sido mais do mesmo. Nada novo. Em nenhum dispositivo.

  2.   Dag dito

    Eu vejo dessa forma, há anos em que a apresentação e as melhorias são decepcionantes, vamos ter em mente que nem todo ano virá uma revolução na tecnologia. Infelizmente, ou felizmente porque acabaríamos saturados, isso só acontece a cada poucos anos.

    Vamos ver se o ano que vem é bom.