iPhone 6s Plus vs. Galaxy S7 Edge: teste de queda [Vídeo]

Teste de queda

Era inevitável. Cada vez que um dispositivo é iniciado, aparecem vários vídeos nos quais colocam à prova cada uma de suas facetas. Os mais comuns são os testes de desempenho (benchmarks), a resistência à água ou, como você verá no vídeo a seguir, o teste de queda o teste de queda. O último grande artifício a ser apresentado, ou bem, o mais midiático, foi o Samsung Galaxy S7 e, como poderia ser de outra forma, eles o compararam com o smartphone mais recente do bairro, o iPhone 6s. Quém ganhará?

Mas em que consiste um teste de queda? Bem, como o próprio nome sugere, trata-se de verificar a resistência contra quedas de um dispositivo. Para fazer o melhor teste possível, eles lançam um dispositivo de diferentes alturas e em diferentes posições. Neste tipo de combate vence o dispositivo que tiver sofrido menos danos, embora, é preciso dizer, haja algo muito importante que deve ser levado em consideração.

Lute o teste de queda

Como você pode ver, EverythingApplePro Lançou ambos os dispositivos de várias maneiras, primeiro várias vezes (de frente, de trás e de perfil) na altura do bolso e tanto o iPhone 6s Plus quanto o Galaxy S7 suportam bem quedas desta altura. Em seguida, eles fazem o mesmo, mas da altura da cabeça, que é onde estariam ao falar ao telefone. Aqui o Galaxy S7 já tem problemas, mas é algo que não deve nos surpreender por ter cristais dos dois lados. E, finalmente, eles o jogam do alto do rosto, mas subindo uma escada. O único dos dois que funciona é o iPhone 6s.

Mas há uma coisa a ter em mente: os testes de queda não são feitos de acordo com um método científico. Para poder tomá-los como referência, seria necessário lançar muitos mais telefones de ambas as classes. Em uma única tentativa (dispositivo) o acaso também entra em jogo, mas é compreensível que não o façam com vários dispositivos porque isso custaria muito dinheiro. Em qualquer caso, esse é o teste que EverythingApplePro fez. Como você vê?

 


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Um comentário deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: AB Internet Networks 2008 SL
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Manuel Rincon dito

    Acho que devemos dar crédito aos dois fabricantes, claro que neste caso a Apple alcançou durabilidade admirável no iPhone 6s, tomando como referência o iPhone 6, que nos testes de queda seu ponto fraco em muitos casos foi o alumínio, sendo mais flexível teve um ponto em que fez a tela descascar, por outro lado vejo como a Samsung também tem conseguido dar aos seus telefones uma durabilidade considerável, levando em consideração que se trata de uma equipe que é maioritariamente de vidro, é apenas quando já foi atingido várias vezes é que começou a quebrar, também concordo com o autor do artigo, esses testes não oferecem resultados conclusivos e carecem de respaldo científico, e tudo depende da forma de cair, é alguma coisa isso depende do acaso, já vi outros testes de iphone onde a tela quebra com menos queda e menos tentativas, mas sem dúvida esses testes servem de referência e claramente se pode concluir que atualmente a resistência do O smartphone é tal que é perfeitamente capaz de sobreviver a uma queda acidental, saudações!