Para usar o Apple Watch sem iPhone você ainda terá que esperar mais um ano

Apple-Watch-JUUK

Foi um dos desejos de muitos e a reclamação de muitos, mas parece que em ambos os casos terá de esperar porque, apesar dos esforços da Apple, a empresa não conseguiu para esta nova geração de apple Watch que supostamente nos será apresentado em setembro. A independência do Apple Watch do iPhone continuará sem entrar a segunda geração que deve ser lançada ainda este ano, embora graças a algumas melhorias que serão incorporadas será um problema menos importante do que na primeira geração.

Foi Mark Gurman quem, citando fontes muito próximas da empresa, revelou que apesar dos esforços feitos neste sentido, a Apple não conseguiu dotar o novo Apple Watch com conectividade própria, um passo essencial para poder utilizá-lo. sem ter que carregar o iPhone na parte superior. E o problema é aquele que todos podemos imaginar: a bateria. Os chips LTE atuais usam muita bateria e um dispositivo tão pequeno como o Apple Watch não pode armazenar uma bateria grande o suficiente o suficiente para durar um dia inteiro.

Apple-Watch-base

A Apple já está trabalhando para conseguir chips LTE mais eficientes que possam ser incorporados a uma geração futura, mas para os quais chegará neste final de ano já incorporou alguns novos recursos que vão aliviar essa dependência do iPhone. Um novo chip GPS permitirá que o relógio conheça nossa localização e nos permitirá, por exemplo, funcionar sem ter que carregar o iPhone em cima, e então ser capaz de traçar nossa rota em um mapa. Isso, junto com a possibilidade já existente de armazenar música e ouvi-la por meio de fones de ouvido Bluetooth, já o tornaria um "vestível" perfeito para levá-lo para uma corrida. Embora obviamente continuaremos sem receber WhatsApp ou chamadas telefônicas sem ter o iPhone por perto.

Além do GPS, A Apple vai incorporar novos sensores biométricos para quantificar mais sinais vitais, como nossa respiração. Essa adição poderia nos permitir monitorar com mais precisão nosso sono, juntando os dados já capturados pelo sensor de frequência cardíaca e o sensor de movimento. Não vamos esquecer que o novo Apple Watch também pode ter recursos que dependem de software, e não de hardware dedicado. A possibilidade de se conectar a redes WiFi para obter sua própria conectividade sem o iPhone poderia vir nesta nova geração, e também lhe daria maior independência.


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

7 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: Miguel Ángel Gatón
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Banville0 dito

    Você quer dizer que ele não queria implementá-lo nesta geração. A política da Apple de derramar avanços já é cansativa. Este ano será o GPS e no próximo a conexão lte. Se eles não puderam contratar engenheiros da LG ou comprar um LG Urbane 2 lte, abra-o e copie-o.

    1.    Luis padilla dito

      Você não deu um bom exemplo. A LG teve que cancelar a venda de seu LTE Urbane uma semana depois de colocá-lo à venda, após anunciá-lo com grande alarde como o primeiro smartwatch com conectividade própria. Essas são as coisas que empresas como a LG podem pagar, mas a Apple não.

  2.   Banville0 dito

    Sim, mas está à venda há meses. Eles sofreram um revés, mas conseguiram consertar. Com a qual a tecnologia está aí e funcionando, o que nos leva ao ponto que eu estava dizendo. Deixe-os contratar seus engenheiros ou comprar um. Mas a verdade é que ano que vem eles vão ter um relógio com a super novidade da lte para nos vender.

  3.   Anonimus dito

    Muita fumaça.

  4.   Carlos chavez dito

    E se a bateria também fosse a banda da alça intercambiável? Com a nova tecnologia de íon de lítio solidificada, seria uma bateria super confiável e de longa duração. tchau problema de autonomia

    1.    Luis padilla dito

      É algo que se fala há muito tempo e que pode se tornar realidade. Na verdade, um projeto já apareceu no Kickstarter e a Apple acabou banindo

  5.   IOS 5 para sempre dito

    Nem gps nem lte, o que é necessário é resistência à água (mergulhos mínimos a 30mts.) Marinho e doce, bem como bateria de longa duração.