Você acha que o Face ID funciona muito bem? TrendForce diz que ainda tem muito espaço para melhorias

A empresa de tecnologia TrendForce é uma das que alerta para uma melhora substancial no Face ID da Apple para este ano de 2018, ou seja, no curto prazo. Todos nós sabemos que a Apple é capaz de melhorar consideravelmente suas tecnologias em um curto espaço de tempo e mostrar o Touch ID, mas neste caso pode ser um pouco mais complicado de conseguir, já que as de Cupertino tinham problemas de fabricação com sensores TrueDepth. Mas tudo indica que esses problemas já estão mais do que resolvidos e a Apple tem a capacidade de melhorar o sensor.

Em outro termo de dados, no ano passado, a figura de XNUMX bilhão de unidades de iPhone fabricadas e este ano pode, de acordo com dados da TrendForce, ser um número ainda maior. Será preciso ver como eles conseguem e se realmente acabam lançando a fabricação de uma segunda geração do iPhone SE ou melhoram a proporção de tela do próximo iPhone como está sendo discutido.

 ID facial aprimorado para 2018

Este é sem dúvida o melhor ponto do relatório e é que embora seja verdade que o sensor de corrente funciona muito bem na maioria dos casos, às vezes pode falhar. Com isso, não queremos dizer que seja ruim ou pior do que o Touch ID (podemos discutir isso longamente), mas é verdade que há espaço para melhorias e temos certeza de que a próxima geração do iPhone adicionará esse sensor aprimorado.

Não ser capaz de usar o sensor quando o iPhone X está no Posição horizontal, melhorias no ângulo de detecção facial, uma melhoria na capacidade de detectar diferenças entre irmãos gêmeos - para aqueles que obviamente os têm, já que alguns são iguais - ou menos espaço para a quantidade de sensores e câmeras necessárias na frente do iPhone , podem ser as melhorias que chegam este ano.

Por outro lado, o relatório Trendforce que chegou 9to5mac Ele também fala sobre a concorrência direta da Apple e suas vendas, a Samsung. Esta continua a ser a líder em vendas de smartphones em todo o mundo mas de acordo com estes dados durante 2018 pode cair 3%, será necessário ver o que acontece com este problema. O importante é ver se a Apple consegue melhorar o Face ID, se eles aumentam a proporção da tela em todos os novos modelos de iPhone no mais puro estilo iPhone X, a capacidade de fabricar um iPhone SE renovado e, claro, se todas essas novas telas será OLED ou não. Muitas dúvidas para começar o ano.

 


O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

4 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1. Responsável pelos dados: AB Internet Networks 2008 SL
  2. Finalidade dos dados: Controle de SPAM, gerenciamento de comentários.
  3. Legitimação: Seu consentimento
  4. Comunicação de dados: Os dados não serão comunicados a terceiros, exceto por obrigação legal.
  5. Armazenamento de dados: banco de dados hospedado pela Occentus Networks (UE)
  6. Direitos: A qualquer momento você pode limitar, recuperar e excluir suas informações.

  1.   Jose Barroso dito

    O aprimoramento do Face-id é o assunto pendente do iPhone X, poucos o admitem, suponho que temos que defender o pasto que o telefone custou.
    De minha parte, comprei o iPhone X e demorei duas semanas para colocá-lo à venda e comprar o iPhone 8.
    Como diz Jordi Jiménez, o iPhone X não pode ser desbloqueado na posição horizontal, na verdade ele praticamente exige tirar uma “selfie”, nem é desbloqueado, por exemplo, com parte do rosto apoiado no travesseiro. É ridículo.
    Vou comprar o iPhone X de novo, adorei o tamanho mas é preciso melhorar (muito) o Face ID e, aliás, dar uma boa dieta para emagrecer porque é muito pesado.
    Lá nós temos as chaves de como a Apple vai nos vender o próximo IPhone X, deixando os anteriores como testadores beta

    1.    Yo dito

      A sério? Você vendeu seu iPhone X porque não conseguia desbloqueá-lo com metade do rosto no travesseiro? E com o iPhone 8 você não pega para vê-lo encostado no travesseiro?
      Pode ser desbloqueado horizontalmente, verticalmente e fazendo parada de mão, basta olhar para a tela !! O que você não pode é desbloquear sem colocar seu rosto na frente dele, mas para que você quer desbloquear senão usá-lo? Se for só para ver a hora, ou se você tiver notificações, basta um toque na tela, ainda mais confortável que o touch id.

      1.    Jose Barroso dito

        Você está errado. Você não pode desbloquear o celular se o tiver em qualquer posição em relação ao rosto que não seja vertical. Meu post anterior foi perfeitamente compreendido. E sim, eu gosto de ler e desbloquear meu telefone deitado, sem ter que levantar minha cabeça inteira.
        E se o seu ID facial o reconhece da maneira que comentei, você está trollando.
        Pelo que me livrei, foi um protótipo do iPhone e ganhei um 8 que é mais do que enrolado e funciona como um tiro absoluto.

        1.    Yo dito

          Discutimos seriamente algo absurdo. Não acredito que você tenha vendido um iPhone X, aqui o troll é claramente você.
          É verdade, ele "só" reconhece seu rosto verticalmente ... assim como você pega o celular para usá-lo ...
          Eu continuo perguntando a você. Você realmente desbloqueia seu celular na mesinha de cabeceira, com a cabeça METADE COBERTA no travesseiro, e LÊ na tela, SEM LEVANTÁ-LO da mesa?
          Por exemplo, às vezes eu cozinho, com o celular em cima do balcão com a receita, e desbloqueio perfeitamente sem pegar, só fico parado na frente ...
          Tenho um iPhone X, tive minhas dúvidas sobre o id do rosto, mas até agora me parece que funciona perfeito e não sinto falta do id do touch. Podemos discutir vantagens e desvantagens, mas destravá-lo com o travesseiro cobrindo metade do rosto parece um pouco estranho para mim.